Auditor arquiva inquérito sobre interferência externa na final do Campeonato Paulista

O inquérito que investigava uma suposta interferência externa no segundo jogo da final do Campeonato Paulista foi arquivado a pedido do auditor Marcelo Monteiro do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP). A determinação foi feita na noite da última segunda-feira (23). A partida disputada entre Palmeiras e Corinthians aconteceu no dia 8 de abril, no Allianz Parque.

“O caso está exaurido na parte da relatoria. Não há nehuma medida. Caberá eventualmente recurso se entenderem que é o caso”, afirmou o auditor.

Apesar do pedido de arquivamento, Marcelo Monteiro não descarta que uma nova investigação seja aberta, caso novas denúncias sejam apresentadas pelo Palmeiras.

“Fatos novos poderão ensejar outra investigação”, completou.

Contratada pelo Palmeiras, a Kroll, empresa com sede nos Estados Unidos, reuniu provas de que a equipe de arbitragem recebeu informações de fora para rever a decisão da marcação de um pênalti a seu favor. A empresa suspeita que um dirigente da Federação Paulista de Futebol (FPF) utilizou um celular do gramdo e do médico do Corinthians, Ivan Grava, supostamente com um ponto eletrônico no banco de reservas.

O Corinthians venceu o Palmeiras por 1 a 0, placar que levou a decisão para os pênaltis. Na marca da cal, o Timão também levou a melhor ganhando a disputa por 4 a 3 e levantando a taça de campeão estadual pela 29ª vez.

Por Bahia Notícias

Comentários