Audiência pública sobre esporte promovida pelo vereador Toinzinho foi um sucesso

O vereador Toinzinho faz a entrega de uma lembrança ao palestrante principal, Wilson Araújo

Teixeira de Freitas – Aconteceu na noite desta quinta-feira, dia 25, no auditório da Câmara de Vereadores de Teixeira de Freitas uma audiência pública sobre o esporte com o tema “Os desafios do esporte de Teixeira de Freitas”, promovida pelo vereador Antônio Marques (Toinzinho).Comparecem ao evento árbitros, professor de escolinha, mestre de capoeira, desportistas, torcedores, empresários, professor de educação física dente outros.A mesa foi composta pelo anfitrião, o vereador Toizinho; pelo radialista Amadeu Ferreira; pelo diretor de esportes, Roger Galetos; pelo desportista Valdinei (AMV); pelo presidente da Liga de Futebol de Teixeira de Freitas, Luciano Ferreira; pelo diretor do Portela, Neca; pelo desportista e amante do esporte, professor Valter César; e posteriormente foi convidado a fazer parte da mesa, o presidente do Portela, o senhor Gerson Dantas.O vereador Toinzinho iniciou os trabalhos agradecendo a presença de todos e destacou a importância da audiência para o esporte local e garantiu que as ideias debatidas, bem como as críticas irão ser levadas ao conhecimento do poder legislativo e também ao executivo, no sentido de fortalecer e tentar sanar os problemas que vem enfrentando o esporte teixeirense.O primeiro da noite a ter a oportunidade de falar foi diretor de futebol do Portela, o senhor Neca. Ele explanou um pouco de como funciona um time profissional, das competições que disputaram ao longo desses 3 anos do projeto e alertou para a dificuldade financeira que o time vem enfrentando principalmente do ano passado pra cá.O segundo a ter a oportunidade de falar foi o radialista Amadeu Ferreira que representou a imprensa. Em sua fala, o radialista teceu duras críticas de como o esporte em Teixeira em geral vem sendo administrado, sobretudo com a falta de compromisso. “Eu faço a cobertura do Torneio do Trabalhador do CSU há mais de 30 anos e esse ano sequer recebi um convite”, disse Amadeu.Roger Galetos, diretor de esportes e que estava ali representando a secretaria de esportes, falou de a demanda ser muito grande e deixou bem claro que a secretaria é de todos os esportes e não só do futebol. “Recentemente fomos comtemplados com a reforma do ginásio e a SUDESB nos procurou para trocar ideias de como seria essa reforma. E com base nas nossas necessidades fiz os pedidos para que possa suprir a nossa carência”, disse o diretor de esportes.O próximo a fazer o uso da palavra foi Luciano Ferreira, presidente da Liga de Futebol de Teixeira. “Somos uma entidade sem fins lucrativos. Então, dependemos de convênios entre a prefeitura e a secretaria de esportes, para que possamos fazer as competições. Quando eu assumi a Liga, tivemos que regularizar a mesma senão não poderíamos fechar parcerias com o poder público para a realização das competições.O desportista e amante do esporte, Valter César falou um pouco da sua trajetória vitoriosa no esporte de Teixeira de Freitas e disse estar triste com a atual situação. Valter César foi peça fundamental para a construção do ginásio de esportes em Teixeira de Freitas. Além de tudo isso, foi o primeiro professor de educação física da cidade e também um dos percursores do futsal.

O presidente do AMV, Valdinei usou uma frase forte para abrir o seu discurso: “O esporte de Teixeira de Freitas respira por aparelhos”. Esse ano na tentativa de resgatar o orgulho do futebol amador em Teixeira de Freitas, Vadinei investiu pesado na equipe que montou para representar a cidade na Copa do Descobrimento, porém a equipe não fez uma boa campanha e foi eliminada ainda na primeira fase.Por último, o principal palestrante da noite, o diretor da UNEB de Eunápolis, Wilson Araújo. De início falou um pouco da sua história de vida e em seguida falou das suas experiências no mundo do esporte, sobretudo no futebol. Wilson Araújo é um dos idealizadores na época da criação do time profissional em Teixeira de Freitas denominado: Associação Atlética Teixeira de Freitas, fundado em 1995. Além disso, deu ênfase na educação aliado ao esporte ser peça fundamental não só para ser um grande atleta, mas acima de tudo, se tornar um grande ser humano.No final, a palavra foi aberta ao público presente que fizeram seus questionamentos, críticas e sugestão. E para finalizar com chave de ouro, foi oferecido um coffee break aos presentes na audiência público. Por Luan Mota/Esporte na Mídia

Comentários