Atacantes brigam por título e artilharia da série B do Baiano

Uma briga particular marca a disputa do título do Campeonato Baiano da Série B, neste sábado (26), às 16h, no Estádio Antônio Carneiro, em Alagoinhas. Deon, do Atlético, e Robert, do PFC-Cajazeiras, estão com quatro gols no topo da artilharia da competição, que conta ainda com Gian e Chulapa, do Colo-Colo, e Mateus Souza, do Galícia. Se um dos dois atacantes finalistas balançar as redes nesta decisão certamente irá comemorar em dobro.
Centroavante que chuta de pé esquerdo é difícil no futebol brasileiro. E Deon sabe que isto pode lhe dar vantagem sobre os defensores adversários. “É verdade, tem poucos canhotos na minha posição. E eu procuro tirar proveito disso na hora de atacar, já que o zagueiro sente uma maior dificuldade para me marcar. Com fé em Deus, nesta decisão do Baiano da Série B, vai aparecer uma chance para que eu possa balançar as redes”, falou.
Deon. Foto: Atlético/Reprodução

Pela Série A do Baiano foram cinco gols marcados pelo Bahia de Feira e certamente isto foi decisivo para que o Atlético contratasse Deon para a disputa da Série B. “Fui bicampeão pelo Fluminense de Feira na Copa Governador do Estado e este título também será muito importante para a minha carreira. Quem sabe não aparece um convite para atuar no Brasileiro nas Séries B, C ou D?”, disse.

O troféu de artilheiro da Série B de 2018 seria um presente antecipado para este baiano da cidade de Itapicuru, que no próximo dia 6 de junho completa 31 anos. José Aldean Oliveira de Jesus tem um filho de 6 anos. “O Maicon já está batendo bem na bola. É canhoto igual ao pai e vamos torcer para que ele se torne um artilheiro como eu”, afirmou.

Durante a semana, Deon sofreu com fortes dores nas costas, mas garante que neste sábado vai estar em campo para ajudar o Atlético a ser campeão e voltar à Séria A do Baianão. “Já estou bem melhor. Tivemos um jogo equilibrado em Salvador. A gente sabe da qualidade do adversário. Mas a cidade de Alagoinhas está mobilizada para apoiar o time. O importante é o título. Se for o artilheiro, melhor ainda”, concluiu.

Já com Robert, a história não é diferente. O atacante também esbanja otimismo para ambas as disputas. “As expectativas são as melhores para a decisão no sábado. Com certeza confio na minha equipe e, não só eu, como o grupo todo está confiante para esse jogo. Claro que sabemos que vai ser um jogo muito difícil, ainda mais jogando fora de casa, eles com a vantagem, mas sabemos também que quem errar menos sairá vitorioso”.
Sobre a luta pela artilharia, a confiança é a mesma. “Estou muito confiante de que no sábado possa balançar as redes e sair como artilheiro da competição”, disse.
Porém, o jogador, de 32 anos, poderia ter chgado à decisão na frente da disputa pela chuteira de ouro. No duelo e ida da final, em Pituaçu, Robert desperdiçou um pênalti. Agora, ele quer compensar o erro e por isso encara o confronto decisivo como uma final de Copa do Mundo. “Fiquei chateado por ter perdido o pênalti no jogo de sábado, dentro de casa, até porque poderíamos ter saído na frente do placar nos primeiro 90 minutos. Agora, estou encarando esse jogo como o último da minha vida. Sei que Deus está me dando mais uma oportunidade de me recuperar do jogo de sábado”.
Robert. Foto: Francisco Galvão / PFC-Cajazeiras

O atleta ainda destacou que a batalha pelo título e a chuteira de ouro não se estenderá para além das quatro linhas e revelou um carinho especial por Deon, com quem já atuou em diversos clubes, inclusive no Bahia de Feira, na Série A deste ano, e não poupou elogios ao colega.

“Já joguei com Deon em muitos outros clubes. Já fizemos dupla de ataque recentemente, quando estávamos no Bahia de Feira. Foi e sempre será uma honra jogar ao lado de Deon, um atacante diferenciado, que sabe fazer gols. Não pode vacilar com ele dentro da área. Hoje  jogamos contra, estamos disputando os mesmos troféus, o de campeão e artilheiro do campeonato, e espero poder sair com os dois”, encerrou o homem gol do PFC-Cajazeiras.
Ao torcedor baiano resta não deixar escapar nenhum detalhe do duelo final da Série B. Ambas as batalhas, pelo título e a artilharia prometem fortes emoções. E quem não puder comparecer ao Estádio Antônio Carneiro, é só ficar ligado na transmissão ao vivo da TVE, seja no canal no canal 10.1, pelo facebook oficial da emissora (/tvebahia), pelo youtube (/tvebahia) ou pelo Portal www.tve.ba.gov.br.
Por Comunicação FBF
 
Foto montagem capa: Francisco Galvão/PFC-Cajazeiras e Divulgação/Atlético

Comentários