Após de 14 anos, Itamaraju volta a decisão do Intermunicipal

O sonho do tricampeonato do Intermunicipal para a seleção de Itamaraju continua. Depois de 14 anos, a seleção itamarajuense está de volta a uma final do Intermunicipal.

Com a vantagem de atuar pelo empate, a seleção de Itamaraju tentou jogar com o regulamento debaixo do braço. Mas do outro lado tinha um adversário com um excelente time e mesmo com a ausência de dois dos seus principais jogadores (o atacante, Marcelo Muritiba e o meia, Pelezinho) não deu mole para a seleção da casa e mostrou desde o início da partida que vinha para vencer a partida.

Nos primeiros 30 minutos de partida, a seleção de Santo Amaro tinha maior volume de jogo, mas não chegou a criar uma chance clara de gol. Já Itamaraju, deixava a bola com o adversário e apostava nos contra-ataques puxados pelo meia Dondon, que diga-se de passagem não estava em uma tarde inspirada. As melhores chances no primeiro tempo foram da seleção de Itamaraju, que desperdiçou duas grandes oportunidades de abrir o placar: uma com Kaká e outra com Naian.

O segundo começou e com menos 20 segundos de jogo, o melhor jogador da seleção de Santo Amaro, o meia Iltinho recebe passe e livre de marcação chutou sem chances para a defesa de Geovane e abriu o placar para o time visitante.

Mesmo depois do gol, a seleção de Santo Amaro continuou melhor na partida. Porém, veio o banho de água fria: o seu melhor jogador em campo, Iltinho se contundiu e pediu substituição.

Itamaraju só veio esboçar uma reação na partida após a expulsão do jogador de Santo Amaro (por volta dos 33 minutos) em jogada disputada no alto, o atleta da seleção de Santo Amaro subiu o cotovelo e atingiu e cortou o supercílio do zagueiro itamarajuense, Guilherme.

Com um jogador a mais, a seleção de Itamaraju esboçou uma reação mais sem nenhuma criatividade, sem incomodar a meta do goleiro de Santo Amaro. A partida terminou com a vitória de Santo Amaro por 1 a 0 e como a seleção de Itamaraju havia vencido fora de casa também por 1 a 0, a decisão da vaga na final foi para os pênaltis.

Nas cobranças de pênaltis, a seleção de Itamaraju foi mais competente e contou também com a brilhante atuação do goleiro Geovane que defendeu 2 cobranças e a seleção itamarajuense venceu por 4 a 2 nos pênaltis e chegou à final do Intermunicipal depois de 14 anos e enfrentará na finalíssima a seleção de Itapetinga que também se classificou nos pênaltis diante de Euclides da Cunha.

Itamaraju jogou com: 01-Geovane, 22-Juninho, 13-Jocélio, 04-Guilherme, 06-Rodolfo, 05-Jacaré, 14-Diego, 08-Dondon, 07-Vitamina, 09-Naian e 20-Kaká. Técnico: Beto Oliveira.

Santo Amaro foi à campo: 01-Alisson, 02-Galego, 03-Willian, 04-Júnior Ventura, 17-Thiago, 05-Abademir, 07-Mamá, 18-Fábio Santaluz, 09-Ramon, 08-Paulinho e 10-Iltinho. Técnico: Careca.

Por Luan Mota/Esporte na Mídia

Comentários