Caixa oferece R$ 11 milhões, e Vasco quer mais; veja valores e condições

Eurico Miranda negocia diretamente a renovação com a Caixa (Foto: Paulo Fernandes / Vasco)

O Vasco segue negociando com a Caixa para renovar o patrocínio master na camisa para 2017. A primeira oferta da estatal foi de R$ 11 milhões mais premiação, e o Cruz-Maltino prontamente fez sua contraproposta: no mínimo, R$ 15 milhões, além de bônus.

As conversas são conduzidas diretamente pelo presidente Eurico Miranda, que viajará nesta semana a Brasília para tratar do caso.

O atual contrato com a Caixa, assinado no ano passado, renderá, ao todo, R$ 9 milhões para o Vasco: R$ 7,5 milhões mais R$ 1,5 milhão de bônus por ter conseguido o acesso à Série A. O vínculo vai até abril, e a expectativa é de que o novo acordo seja assinado até março. A possibilidade de a Caixa estampar sua marca em mais de um espaço na camisa esfriou nas últimas semanas.

Em São Januário, a certeza é de que o Vasco deu um retorno de visibilidade muito maior do que o esperado pela Caixa em 2016. Por isso, o clube quer valores maiores, embora não os confirme de forma oficial. Um critério de comparação é em relação a Cruzeiro e Atlético-MG, que receberam R$ 12,5 milhões da estatal no ano passado. A diretoria cruz-maltina entende que “entrega” mais do que a dupla mineira e deseja um valor proporcional a isso.

Em seu orçamento para 2017, o Vasco prevê receita de R$ 25 milhões em patrocínios. O clube também negocia com outras empresas os demais espaços da camisa.

Por Globoesporte.com

Comentários